Curta nossa página no facebook

Quem são os usuários de suplementos?

O desejo de obter o “corpo perfeito” está cada vez mais presente na população brasileira. A influência da mídia acerca de um estereotipo ideal, com pouca gordura corporal e aumento da massa muscular, leva as pessoas a procurarem alternativas para se adequarem ao padrão que é imposto.
Diante disso, a procura por academias está crescendo bastante e dentro desse ambiente, o uso de suplementos alimentares ou até mesmo anabolizantes é muito frequente. Isso acaba influenciando o consumo de suplementos alimentares de forma indiscriminada. Mas quem são esses usuários? O que eles buscam? Por quem são orientados?
Alguns estudos demonstram que os homens levam uma pequena vantagem em relação às mulheres quanto ao uso desses suplementos. No que diz respeito à faixa etária, a grande maioria são jovens, com idade entre 15 e 30 anos. Esse dado reflete uma maior preocupação dessa classe com o corpo perfeito e a influência da mídia sobre estes. Quanto ao nível de escolaridade, a maioria das pessoas tem o nível superior completo.
Carvalho e Orsano avaliaram o perfil de consumidores de suplementos alimentares praticantes de musculação em academias na cidade de Teresina-PI. Os resultados mostraram que 62% tinham concluído ou estavam cursando o ensino superior, 34% diziam possuir Ensino Médio, e 4% ser Pós-graduados. Corroborando esses dados, Quintiliano e Martins verificaram que 63% dos praticantes de musculação das academias de Guarapuava-PR possuíam o nível superior, prevalecendo o completo (39%).
Em relação ao que essas pessoas buscam, estudos demonstram que a hipertrofia muscular é o maior desejo, seguido por melhora da saúde e em terceiro plano o emagrecimento. Apesar desses resultados, parece que a população está se preocupando cada vez mais com a perda de gordura corporal, devido ao aumento da obesidade e da grande divulgação dos suplementos emagrecedores.
Em relação aos suplementos mais consumidos, aqueles a base de proteínas e aminoácidos (whey protein, albumina, BCAA) levam uma grande vantagem. Posteriormente, estudos demonstram que o consumo de creatina e carboidratos (dextrose, maltodextrina) também tem um elevado índice. O baixo consumo de suplementos voltados pra o emagrecimento (termogênicos, óleo do cártamo, bloqueadores de gordura) pode ser justificado pelo conhecimento dos usuários. Hoje em dia, esses produtos estão sendo muito divulgados e talvez o índice tenha aumentado significativamente.
Outro aspecto importantíssimo e que deve ter uma preocupação maior é a orientação quanto ao consumo. Pesquisas mostram que os educadores físicos estão em primeiro lugar nesse quesito, seguido por indicação de amigos. A auto indicação também está muito presente nesse cenário. Os nutricionistas e médicos são os últimos a serem procurados.
Dessa forma, deve-se ter uma atenção redobrada com os usuários de suplementos, visto que a maioria são jovens e são facilmente influenciáveis. A busca por um
nutricionista ou médico capacitado é de fundamental importância, pois uma boa orientação é o melhor caminho para alcançar o objetivo desejado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Saiba mais clicando aqui

Leia mais!