Curta nossa página no facebook

Varizes – Tratamento e prevenção

O que são varizes?
São veias doentes que se dilatam e se tornam tortuosas devido à má circulação sanguínea. As varizes podem comprometer todas as outras veias ligadas a elas e, com o tempo, caso não sejam tratadas, podem trazer complicações. As varizes atingem, principalmente, as veias dos membros inferiores: pés, pernas e coxas e podem ser de pequeno, médio ou grande calibre. Elas são avaliadas, ainda, como varizes ou microvarizes de acordo com o tamanho e com o local da veia. As microvarizes impede apenas a circulação local e não apresentam riscos as saúdes, porém, esteticamente, na maioria das vezes, geram incômodos, pois se multiplicam, além de trazer peso e ardências nas pernas.
Cerca de 30% da população brasileira sofre com as varizes, a maioria, mulheres. O aparecimento dessas veias dilatadas acontece por vários fatores, dentre eles, podemos destacar a hereditariedade, obesidade, gravidez, cigarro, vida sedentária, alterações hormonais…
Existem, basicamente, três tipos de varizes: tronculares, reticulares e microvarizes. Na primeira, o tratamento deve ser feito em hospital. Elas são grossas e bem visíveis na pele. Já na segunda, nos casos mais simples, o tratamento pode ser realizado no consultório. Elas são visíveis, mas pouco salientes e tem a coloração azulada ou esverdeada. E as microvarizes são os famosos “vasinhos”, pequenas ramificações avermelhadas, como já foi dito acima.
Porque elas acontecem?
Nós possuímos, em nosso sistema circulatório, três tipos de veias: profundas, superficiais e comunicantes. As veias superficiais são aquelas que ficam sob a pele e são visíveis. As profundas se encontram na musculatura da perna e não são vistas tão facilmente como as superficiais. As comunicantes tem a função de “comunicar”, ligar as veias superficiais às veias profundas. Essas veias possuem válvulas que auxiliam no bombeamento do sangue dos membros inferiores até o coração. As varizes ocorrem por causa de uma falha no funcionamento dessas válvulas causando o acúmulo de sangue e dilatando os vasos sanguíneos.
Sintomas
A principal queixa das varizes é questão estética. Pois, por estarem dilatadas, as veias se tornam bem visíveis. Entretanto, além da estética, alguns sintomas podem estar presentes como:
• Dores nas pernas;
• Presença de veias azuladas e muito visíveis abaixo da pele;
• Agrupamentos de finos vasos avermelhados;
• Queimação nas pernas e planta dos pés;
• Inchaço, especialmente nos tornozelos ao final do dia;
• Coceira;
• Cansaço ou sensação de fadiga nas pernas;
• Sensação de peso nas pernas;
• Câimbras;
Tipos de tratamento
As varizes devem ser tratadas se causarem incômodo estético e, muitas vezes, psicológico; Caso gerem sintomas, como dor abaixo dos joelhos, cansaço, sensação de peso, queimação; Ou seja percebido a função inadequada das válvulas gerando infecção ou inflamação na pele.
Para melhor avaliação do seu caso, consulte o cirurgião vascular.
O tratamento clinico das varizes é muito importante, medicações como Diosmina associada à hesperidina, além das meias elásticas, que os pacientes tem tanta resistência, são protagonistas no sucesso do tratamento. Além disso, as varizes podem ser tratadas através de 3 métodos básicos:
Escleroterapia – É o processo de secagem dos vasos, mais indicado para as microvarizes e vasos superficiais. É feito através da aplicação de uma injeção, a fim de secar a veia. A quantidade de aplicações depende da quantidade de “vasinhos”.
Com laser através da pele – Normalmente, é usada no tratamento de varizes de pequeno calibre. A recuperação é rápida e bem menos dolorosa: 1 ou 2 dias. Porém, não pode ser aplicada em alguns tipos de pele e o custo é mais alto.
Laser endovascular – por dentro dos vasos. É utilizado para varizes de calibre um pouco maior.
Cirúrgico – É indicado para varizes em veias mais profundas. Hoje em dia, o tratamento cirúrgico é pouco agressivo e a internação hospitalar, geralmente, não passa de 24 horas. O tratamento é realizado com micro incisões que removem as veias doentes (varizes). A recuperação pode ser de até 3 dias. As varizes retiradas não provocam danos à circulação, porque as veias que não estão doentes garantem o fluxo de retorno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Saiba mais clicando aqui
Ocorreu um erro neste gadget

Leia mais!